VEREADORES QUEREM MUDANÇA NO DECRETO

 VEREADORES QUEREM MUDANÇA NO DECRETO

 Em Bocaiuva, Câmara Municipal reclama de decisões unilaterais por parte do executivo no enfrentamento a Covid-19

Vereadores se queixam das decisões monocráticas tomadas pela Prefeita Marisa Alves sem dialogar com os demais órgãos públicos da cidade. Parlamentares querem que a chefe do executivo reveja decisão de manter restrição de horário aos comércios do gênero alimentícios

Na reunião ordinária da Câmara Municipal de Bocaiuva que aconteceu na noite de ontem (segunda feira 22/06), os Vereadores teceram sistemáticas críticas ao comportamento da Prefeita Marisa Alves ao qual, segundo os mesmos, vêm tomando decisões isoladas e monocráticas no enfrentamento local ao coronavírus. A principal insatisfação dos parlamentares se deve ao fato da Prefeita está editando vários decretos sem abrir diálogo com o poder legislativo ou demais poderes públicos municipais.

Entre os Vereadores houve um senso comum de que na prorrogação do decreto que limita o horário de funcionamento do comércio local, a Prefeita precipitou-se em manter no texto as restrições aos comércios do gênero alimentícios como mercearias e padarias. Por este motivo, Ramon Moraes entrou com um requerimento pedindo para que a Prefeita possa rever a medida com relação as padarias, pois segundo ele, são estabelecimentos comerciais de grande utilidade aos moradores e que não geram aglomerações.

Beto Ferreira apoiou o requerimento do colega e lamentou que a Prefeita não tenha discutido o assunto no comitê de enfrentamento ao Covid-19, o qual o mesmo faz parte como membro da Câmara Municipal. Beto ainda disse que a Prefeita Marisa Alves não cumpriu uma promessa que fez durante entrevista do último sábado no Programa Frente a Frente pela Rádio Clube quando a chefe do Executivo garantiu que tomaria uma decisão quanto ao novo decreto após ouvir o comitê, o que, segundo ele, não aconteceu.

Vera da Cooperativa também apoiou o requerimento do Vereador Ramon Moraes. Segundo a Vereadora, é compreensível a preocupação da Prefeita, mas é importante observar  o desgaste criado a toda população que passa a conviver, na maior parte do dia, sem o funcionamento das mercearias e consequentemente sem poder comprar alimentos.

O Vereador Isaías Alves também discordou com o método utilizado para restringir o funcionamento do comércio. Para Isaías, não faz sentido tal restrição, pois não tem fundamento técnico. O mesmo alega que muitos bocaiuvenses estão indo a Montes Claros realizar compras e com isso corre-se o risco de trazer o vírus da cidade vizinha.

Já o Vereador Adalberto Fernandez lembrou da escassez de informações detalhadas sobre os dados da Covid-19 e também questionou o fato da Prefeita não dialogar com a Câmara em um momento tão delicado na cidade.

Lélio Vieira e Odair Sorriso pediram mais cautela e gentileza aos profissionais da fiscalização. Segundo os mesmos, alguns profissionais têm se dirigido aos populares e comerciantes de forma desproporcional e arrogante.

Em entrevista ao Programa Frente a Frente do último sábado (20/06), Marisa negou que esteja tomando decisões de forma isolada. A Prefeita garantiu que os decretos municipais são embasados por pareceres técnicos e que todas as ações relacionadas ao enfrentamento da Covid-19 são discutidos com o Comitê local de enfrentamento a doença.

Fonte: RSena.com.br