Retorno das atividades escolares presenciais na rede pública de ensino, entenda a situação de Bocaiúva

 Retorno das atividades escolares presenciais na rede  pública de ensino, entenda a situação de Bocaiúva

Segundo a Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG), para autorizar o retorno, o Governo de MG levou em conta a classificação em microrregiões do Programa Minas Consciente. As escolas dos municípios que estão nas ondas verde e amarelas poderão retomar atividades presenciais.

Os estudantes poderão voltar às aulas de forma presencial, a partir da próxima segunda-feira (21), em escolas estaduais localizadas nos municípios de Araçuaí, Capitão Enéas, Coronel Murta, Francisco Badaró, Francisco Sá, Montes Claros, Ninheira, Rio Pardo de Minas, Taiobeiras. O retorno vale para alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

Segundo a Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG), para autorizar a volta presencial, o Governo de MG levou em conta a classificação em microrregiões do Programa Minas Consciente, que também estabelece a divisão por macrorregiões. O retorno vale para alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

“A participação dos estudantes nas atividades presenciais é facultativa às famílias. Sendo assim, nos casos em que os pais ou responsáveis optarem por não liberar o aluno ao ensino presencial, será mantido o regime totalmente remoto, para garantir a continuidade dos estudos. O estudante que optar em permanecer com suas atividades de forma remota, continuará desenvolvendo suas atividades sem prejuízos.” SEE

Bocaiúva, que não está inclusa nessa lista de retorno às atividades presenciais a partir de hoje, 21, se organiza para iniciar as atividade híbridas a partir de agosto, como comenta o Secretário de Educação, Marcelo Brant.

“As escolas da rede Municipal irão retornar no 2° semestre (agosto). Porém, só iremos retornar caso todos os profissionais da educação estejam imunizados. Por questões de segurança precisamos que todos os envolvidos no cotidiano da escola estejam imunizados. Entendemos que não adianta somente os professores estarem vacinados se, todos aqueles que lidam diretamente com as mesmas não estiverem.”

A preocupação do secretário municipal de educação, em relação à vacinação de todos os envolvidos no processo, para somente assim dar início ao retorno das atividades presenciais vai de encontro com a visão dos professores.

Vale lembrar, que o retorno não é obrigatório e, para que ele ocorra de forma satisfatória, é necessário que toda a comunidade escolar – pais, alunos, demais funcionários – também estejam vacinados, não somente nós, professores. Nossa cidade se encontra na Onda Vermelha, por isso, não retornaremos às aulas neste momento. Para o 2º semestre, terá que ser feita nova avaliação da situação, averiguando as estatísticas locais na época. Porém, independente do programa “Minas Consciente”, mesmo o retorno sendo de forma híbrida e com todas as medidas já citadas, há chances de aglomerações. Estudantes se encontrando após mais de um ano de estudos não presencias, não há garantia que obedecerão o distanciamento, nem o uso e a troca de máscaras durante as aulas. Comenta a professora Andréia Ribeiro.

Dessa maneira, fica claro que a possibilidade de retorno das atividades presenciais nas escolas públicas de Bocaiúva ainda no primeiro semestre é inexistente, em contrapartida, tudo sinaliza para esse retorno acontecer nos próximos 45 dias.