Programa Avançar Norte de Minas pode gerar 50 mil novos empregos na região de Bocaiuva

O programa visa a criação dos novos postos de trabalho e a elevação do Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios da região em 10% ao ano.

A união de esforços das entidades públicas e da sociedade organizada em busca do desenvolvimento do Norte de Minas, a fim de reduzir os índices de pobreza e elevar a geração de emprego e renda na região. Este é o principal objetivo do Programa Avançar Norte de Minas, discutido na manhã desta segunda-feira (15/2), no auditório da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), em Montes Claros.

Bocaiuvaonline

O encontro contou com a participação de representantes de entidades públicas e privadas convidadas pela Amams, que lidera a iniciativa. A reitora em exercício da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), professora Ilva Ruas de Abreu esteve presente acompanhada do Pró-Reitor de Extensão, professor Paulo Eduardo Gomes de Barros, e da coordenadora de Inovação Tecnológica da Pró-Reitoria de Pesquisa da instituição, professora Sara Gonçalves Antunes de Souza.

Reitora em exercício professora Ilva Ruas de Abreu

Na oportunidade, o presidente da Amams José Nilson Bispo de Sá (prefeito de Padre Carvalho-MG), o coordenador técnico do Programa Avançar Norte de Minas, Walter Moreira Abreu, apresentaram as metas do projeto. A iniciativa tem a denominação oficial de Programa de Desenvolvimento Econômico e Inclusão Produtiva dos Municípios da Mineira da Sudene – Avançar Norte de Minas.

O programa visa a criação de 50 mil novos empregos e a elevação do Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios da região em 10% ao ano. Outra meta é o combate à pobreza. A perspectiva é aumentar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios norte-mineiros para o mínimo de 0,750 (O índice varia de 0 a 1).

Presidente da Amams José Nilson Bispo de Sá

Outra proposta da Amams é aproveitar todos os estudos e levantamentos realizados pelas entidades públicas da região e desenvolver as atividades em parceria com o Governo do Estado.

Inserção da Universidade nos municípios

A reitora da Unimontes em exercício, professora Ilva Ruas Abreu destacou que a Universidade se coloca à disposição da Amams para contribuir efetivamente com as ações do Programa Avançar Norte de Minas. Ela ressaltou que a instituição marca presença em todos os municípios da região, por meio da formação de recursos humanos e das atividades de pesquisa, extensão de outras ações.

“A Unimontes está inserida fortemente nos municípios do Norte de Minas. Além dos cursos de graduação, oferecemos programas de mestrado e doutorado e cursos técnico-profissionalizantes. No final de 2020, a Universidade alcançou mais de 200 projetos de pesquisa em execução, sendo a maioria deles voltado para questões enfrentadas pelos municípios nas áreas de saúde, educação, economia e gestão. Também podemos citar os vários projetos na área de ciências agrárias realizados no campus de Janaúba”, pontuou a reitora em exercício, lembrando que a instituição conta hoje com mais de 11 mil alunos matriculados.

Cursos profissionalizantes para os municípios

A professora Ilva Ruas enfatizou ainda que a Unimontes, por meio do Centro de Educação Profissional e Tecnológica (CEPT), pode contribuir com os municípios, ministrando cursos profissionalizantes. “Mas, além da qualificação de mão-de-obra, os municípios também precisam na geração de emprego”, disse a representante da Unimontes, lembrando que a oportunidade de trabalho também é uma estratégia para que os jovens possam permanecer em seus locais de origem.

Ainda na oportunidade, a reitora em exercício assegurou que a Unimontes pode contribuir com os municípios por meio das atividades de extensão. Atualmente, a Instituição conta com 160 programas e projetos na área. Ela fez um convite aos prefeitos e representantes de outras entidades para conhecer a Universidade, “que está sempre aberta ao diálogo e à disposição para contribuir com o desenvolvimento regional”.

Fonte: Unimontes