POUCOS VEREADORES COMPARECERAM

 POUCOS VEREADORES COMPARECERAM

Em Bocaiuva, apenas quatro Vereadores comparecem em ato no mercado no municipal e mesmo assim conseguem resultado satisfatório

Apenas quatro dos treze vereadores da Câmara compareceram no pátio do mercado municipal no último sábado em apoio aos agricultores familiares. Mesmo assim, os parlamentares tiveram êxito no diálogo para que os trabalhadores rurais pudessem comercializar seus produtos

Neste último sábado, os agricultores familiares de Bocaiuva puderam demonstrar mais uma vez que a união, de fato, faz a força. Conforme prometido, se dirigiram com seus produtos até o mercado municipal para comercializá-los. Isso, após mais de 04 meses sendo impedidos de realizar suas vendas em espaços públicos da cidade. A regra era não se intimidar com a imposição da Prefeitura Municipal que ameaçava multar os agricultores que não cumprissem com as exigências da administração.

A insatisfação dos produtores se justificava, afinal, a administração até então, já havia editado sucessíveis decretos flexibilizando funcionamento em todos os seguimentos comerciais da cidade, mas não “arredavam o pé” nas restrições do comércio de alimentos nas via públicas de Bocaiuva.

De fato, um contrassenso muito grande, afinal, se o problema é a aglomeração, resta perguntar: Quem aglomera mais?? As redes de supermercados que funcionam todos os dias da semana durante todo o dia e até parte da noite ou as feiras que funcionam apenas uma vez por semana em uma parte do dia??

É obvio que nas redes de supermercados as aglomerações são maiores e os riscos de se contrair o coronavírus também. Então, partindo desta afirmação, fica outra pergunta: Se nas redes de supermercados se aglomera mais e este seguimento está liberado, por qual motivo, onde não tem tanta aglomeração, neste caso, as feiras, está restrito?? Alias… Restrito não, impedido.

É por essas e por outras que o agricultor familiar tem se considerado um injustiçado e foi com este sentimento que muitos deles compareceram ao mercado municipal no último sábado (18/07) para impor o respeito. A mobilização deu certo e a prefeitura, embora realmente tenha impedido o comércio no pátio do mercado, liberou, no entanto, para que os feirantes pudessem comercializar seus produtos na Avenida da Secretária Municipal de Saúde.

Os próprios fiscais ajudaram a organizar o local de vendas. Fizeram o distanciamento dos veículos e organizaram o fluxo de clientes. Tudo ocorreu na mais perfeita ordem e organização, deixando explícito que com um pouco de bom senso tudo se resolve e é possível atender a todos de forma satisfatória.

Vale ressaltar aqui a participação de alguns Vereadores da Câmara Municipal os quais se apresentaram no pátio do mercado para darem apoio aos agricultores. Adalberto Fernandez, Nésio Leite, Pedro Cerol e Zé Vieira foram além dos discursos bonitos sob o ar condicionado do prédio da Câmara e saíram as ruas em defesa do produtor. É claro que não é demérito de ninguém ficar contra ou a favor de certas atitudes da administração municipal, mas, dou aqui os parabéns a Adalberto, Pedro, Nésio e Zé Vieira por não terem receio de se indispor com a Prefeita e principalmente por se posicionarem.

Haaa… E só para constar!!! A mobilização dos agricultores chamou atenção. Tanto que, aquilo que não aconteceu em 04 meses, foi realizado na manhã desta segunda feira (20/07). Ou seja, a Prefeita Marisa Alves finalmente convocou uma reunião com os vereadores para traçar estratégias de como poderão, a partir de agora, flexibilizar o trabalho do homem do campo.

É isso aí.. A união faz mesmo a força.

Fonte: RSena.com.br