Novas pessoas são vítimas do “Golpe do WhatsApp” em Bocaiuva

 Novas pessoas são vítimas do “Golpe do WhatsApp” em Bocaiuva

Golpistas clonam o aplicativo e enviam mensagem para pessoas da lista de contato solicitando dinheiro

BocaiuvaonlineCom o avanço da tecnologia nos dias atuais faz com que todos tenham acesso à internet, mais do que um luxo de outrora estar conectado agora é fundamental para a vida das pessoas. Como exemplo podemos tentar imaginar a pandemia sem a utilização das redes sociais ou dos aplicativos de conversas, teria sido imensamente maior os estragos, tanto no pessoal quanto no profissional, pois estar conectado garante o convívio social e o futuro empresarial.

E dentro desse mundo digital um dos aplicativos mais comuns é o WhatsApp, que praticamente todos os usuários da internet tem baixado no seu smartphone para trocar mensagens com familiares, amigos e com qualquer outra pessoa.

E sabendo disso, os golpistas utilizam-se dessa ferramenta para tentar subtrair dinheiro das vítimas, o primeiro passo é clonar o aplicativo da pessoa, em seguida, de posse das informações dos contatos, o próximo passo é enviar mensagens pelo aplicativo solicitando dinheiro das mais diversas formas possíveis.

“É muito rápido, o início da conversa é bem comum e dependendo da relação o golpe pode obter sucesso sim, infelizmente, um dos meus contatos acabou transferindo uma quantia de R$300,00 achando que era uma solicitação minha”. Comenta Anna Paula R Almeida, uma das pessoas que teve a sua conta clonada em Bocaiuva.

Os valores solicitados são os mais diversos possíveis, temos informações de solicitações de R$100,00 até R$3.400,00 reais, e os motivos são os mais fantasiosos possíveis, a imaginação dos golpistas é tão surreal que pode encaixar perfeitamente com a realidade de uma das pessoas lesadas.

“Pela quantia solicita (R$3.400,00) foi fácil perceber que era um golpe pois a pessoa “dona” do número clonado tinha conhecimento que eu estava desempregado e não tinha essa quantia”. Comentou Marcos A F R, outro usuário do aplicativo que foi alvo da tentativa de golpe.

Para evitar cair em golpes como esse de transferência bancária é sempre aconselhável um segundo contato com o solicitante, de preferência por outro meio de comunicação, nesses casos uma ligação é a mais indicada.