MARISA QUER EXPLICAÇÕES DA POLÍCIA

 MARISA QUER EXPLICAÇÕES DA POLÍCIA

Em Bocaiuva, Prefeita Marisa Alves envia ofício a Polícia Militar Rodoviária pedindo explicações sobre as constantes blitzen nas entradas da cidade

Prefeita diz que não é contra qualquer fiscalização, mas quer saber qual motivo da intensificação das blitzen por um longo período justamente nas entradas do perímetro urbano de Bocaiuva. Para Marisa, isso passa uma imagem negativa da cidade e constrange o cidadão bocaiuvense

A Prefeita de Bocaiuva, Marisa Alves, está enviando um ofício ao comando da Polícia Militar Rodoviária, em Montes Claros, questionando o que ela considera se tratar de “um ato de constrangimento ao cidadão bocaiuvense” em decorrência das insistentes blitzen que têm ocorrido quase em tempo integral as margens das Br135 nos pontos de entrada ao perímetro urbano de Bocaiuva.

No ofício, a Prefeita lembra que a região está vivendo um momento difícil em decorrência da pandemia do novo coronavírus e que, paralelo a isso, tem observado que a Polícia Rodoviária do Estado de Minas Gerais tem insistentemente atuado nas margens laterais da Br135, no perímetro urbano de Bocaiuva. Marisa salienta reconhecer que os policiais estão agindo em suas legítimas funções, porém, segundo ela, o excesso tem levando constrangimento, principalmente aos moradoras dos bairros próximos a Br e que precisam atravessar a rodovia sistematicamente para se dirigirem a outros bairros.

Marisa observa também que esses moradores, ao atravessarem a Br, são sempre parados e fiscalizados pelos policiais e que o mesmo procedimento não acontece com os motoristas que trafegam na via principal em direção a outras cidades. Marisa justifica a insatisfação pelo fato de que, segundo ela, tal ação não é realizada na mesma proporção nas entradas de outras cidades e que as blitzen têm sido constantes somente nas entradas de Bocaiuva, levado as autoridades locais a uma imagem negativa da corporação por acreditar que as ações e fiscalização seriam ações controladas de perseguição a população bocaiuvense.

O QUE DIZEM AS AUTORIDADES POLICIAIS DE BOCAIUVA:

A reportagem do Site RSENA conversou recentemente com o responsável pela Polícia Militar de Bocaiuva, Capitão Bruno Gonçalves e o Delegado da Polícia Civil da comarca, Dr. Leonardo Diniz, além do Procurador do Município, Dr. Décio Marílio Dias. Na matéria que foi publicada pela nossa página no dia 19/05/20 levamos ao conhecimento das autoridades algumas dúvidas da população sobre as constantes Blitzem realizadas nas entradas de Bocaiuva. Vejam abaixo as dúvidas e as respostas:

PERGUNTA: As marginais da Br 135 não seriam de responsabilidade do município?? Assim sendo, as blitzen pela PRE não seriam irregulares???

RESPOSTA: O Procurador do município de Bocaiuva, Dr. Décio Marílio Dias disse que não, não é irregular. Segundo ele, antigamente as marginais da BR 135 e a própria BR era de competência exclusiva da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Contudo, após a “estadualização”, com a finalidade da concessão a particulares, que veio a ser mais tarde concedida mediante Licitação vencida pela ECO 135, passou à competência para o Estado de Minas Gerais:

“A PRE tem sim, competência para atuar no espaço da BR 135, e aí inclui as marginais de Bocaiuva, Corinto, dentre outras. A referida fiscalização pode sim atuar nessas marginais. Apenas não poderia aplicar multa em veículos que estejam dentro das ruas e bairros como o Zumbi (por exemplo), ou dentro da cidade”Disse Décio Marílio.

PERGUNTA: A Polícia Rodoviária Estadual intensificou as blitzen nas vias de acesso a Bocaiuva por que estaria tentando interceptar bandidos que se esconderam em Bocaiuva????

RESPOSTA: Conversarmos com o Delegado da Polícia Civil, Dr. Leonardo Diniz, da comarca de Bocaiuva. Diniz desmentiu essa versão. Segundo ele, as ações da Polícia Rodoviária Estadual visam ao combate de crimes de trânsito, porte de arma e drogas em geral, sem que haja algum alvo específico:

“As blitzen nas marginais de acesso ao perímetro urbano de Bocaiuva se pautam exclusivamente na prevenção de acidentes entre Bocaiuva e Montes claros. Vários embriagados foram presos antes de ingressarem na pista de rolamento e causarem mais acidentes. Em suma; a ação é preventiva, geral e não de inteligência buscando a alvos específicos”. Disse Leonardo Diniz.

PERGUNTA: Por que as blitzen nas vias de acesso a Bocaiuva foi intensificada justamente depois que se iniciou a pandemia do coronavírus em um momento em que o cidadão está com sérias dificuldades financeiras???

RESPOSTA: Para responder essa pergunta, o RSENA conversou desta vez com o Capitão Bruno, responsável pela Polícia Militar de Bocaiuva. Segundo ele, o fluxo da rodovia 135 diminuiu bastante em decorrência da pandemia do coronavírus. Em decorrência disso, as demandas em toda extensão da rodovia foi diminuída drasticamente e com isso, o trabalho de fiscalização está sendo voltado as entradas do perímetro urbano das cidades. Segundo o Capitão, isso é positivo para a população uma vez que ajuda na identificação de veículos roubados, tráfico de drogas e transporte de armas. Ainda de acordo com Bruno, outro aspecto positivo da presença da PRE nas marginais da rodovia 135 é de que os policiais, ao realizarem a abordagem, conseguem ajudar na identificação daquelas que, por ventura, entram ou saem da cidade com algum sintoma básico do coronavírus:

“De fato, aqui em Bocaiuva, as ações da PRE têm sido intensificadas. Isso deve ser visto como um viés muito positivo, afinal, diminui drasticamente o número de homicídios, acidentes e furtos de veículos sem contar que é policiamento visível, o que acaba trazendo uma segurança maior para a cidade. Eventualmente, um ou outro motorista, tem medidas de trânsitos tomadas em seu desfavor, mas isso é consequência da própria ação do indivíduo”. Disse o Capitão Bruno.

Fonte: RSena.com.br