Macapá decreta estado de calamidade pública após 48 horas de apagão

 Macapá decreta estado de calamidade pública após 48 horas de apagão

Assinatura ocorreu no fim da tarde desta quinta-feira (5). Também foi autorizado funcionamento 24 horas de postos de combustíveis na capital.

O prefeito de Macapá Clécio Luís (sem partido) decretou no final da tarde desta quinta-feira (5) estado de calamidade pública na capital por 30 dias. A medida é em virtude do apagão que acontece em 13 dos 16 municípios do Amapá há quase 48 horas.

Empório Natural

O prefeito de Macapá Clécio Luís (sem partido) decretou no final da tarde desta quinta-feira (5) estado de calamidade pública na capital por 30 dias. A medida é em virtude do apagão que acontece em 13 dos 16 municípios do Amapá há quase 48 horas.

“Nós alteramos o decreto de calamidade pública, estava só para pandemia, em razão do apagão. Estamos tendo dificuldade de comprar outros tipos de insumos. Então o decreto de calamidade pública vai nos ajudar a resolver problemas nesses dias enquanto não se encontra solução definitiva do apagão”, explicou o prefeito.

Ainda foi anunciada a disponibilização de seis caminhões pipas: dois para abastecimento de hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e quatro para bairros da capital, ainda não especificados. A água ofertada não é potável, por isso deve ser usada apenas nos afazeres domésticos e higiene pessoal.

Fonte: GE