Governo prorroga restrição da entrada de estrangeiros e dificulta chegada de Cáceres ao Cruzeiro

 Governo prorroga restrição da entrada de estrangeiros e dificulta chegada de Cáceres ao Cruzeiro

Medida foi ampliada por mais 15 dias e impede a entrada de pessoas de outras nacionalidades, exceto em casos específicos; chegada de lateral estava prevista para terça

O crescimento do contágio do novo coronavírus na população brasileira – casos já ultrapassaram 1 milhão no país, com mais de 50 mil mortes confirmadas – atrapalhará a chegada de Raúl Cáceres ao Cruzeiro, que estava programada para semana. É que a restrição da entrada de estrangeiros no país foi prorrogada pelo Governo Federal.

A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) neste sábado e valerá por mais 15 dias. A portaria interministerial era válida até esta segunda e foi ampliada por mais 15 dias. Ou seja, até o começo de julho. Ela atende uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Cáceres programava a chegada na próxima terça-feira.

A restrição não se aplica a brasileiros que estão fora do país, imigrantes com residência definitiva em território brasileiro, profissionais estrangeiros a serviço de organismo internacional, funcionários estrangeiros acreditados junto ao governo brasileiro, cônjuge, companheiro, filho, pai ou curador de brasileiro e estrangeiro cujo ingresso seja autorizado especificamente pelo governo brasileiro em vista do interesse público ou por questões humanitárias. Casos não citados na portaria poderão ser remetidos ao Ministério da Defesa para avaliação.

O empresário do jogador, Régis Marques, que é brasileiro, relatou a espera por uma liberação do governo em uma rede social.

– Estou aguardando a permissão que eu e Raúl Cáceres viajemos a Belo Horizonte. Permissão da chancelaria para que Raúl viaje e eu de minha filha Rayssa.

Negociação e carreira

Raúl Cáceres se despediu de companheiros do Cerro Porteño no final da última semana, devido ao acerto encaminhado com o Cruzeiro. Com 28 anos, ele assinará contrato por dois anos e meio com a Raposa, que ficará com 60% dos direitos econômicos. O Cerro Porteño ficará com o restante.

Cáceres atuou pelo Vasco em 2019, realizando 29 partidas. Jogou no Rio de Janeiro emprestado pelo Cerro Porteño, clube em que mais se destacou na carreira e tinha contrato somente até o fim do ano. Ele ainda atuou por Olimpia, Sportivo Carapeguá e Sol de America.

O Cruzeiro está em busca de dois laterais direitos. É que com a saída de Edilson, que está em processo de rescisão de contrato com o clube, o técnico Enderson Moreira ficou sem jogadores para a posição. Daniel Guedes é outro nome na mira, mas o jogador ainda tem que resolver a suspensão automática por causa de doping.

Fonte: GE