França vai proibir os animais selvagens em circos itinerantes

 França vai proibir os animais selvagens em circos itinerantes

Proibição será gradual, mas não foi anunciado um calendário concreto. Mais de 20 países europeus já limitaram ou proibiram os espetáculos de animais.

A França vai proibir progressivamente os espetáculos com animais selvagens nos circos itinerantes, assim como a reprodução e aquisição de novas baleias e golfinhos nos três ‘delfinários’ do país, anunciou nesta terça-feira (29) a ministra da Ecologia, Barbara Pompili.

Empório Natural

A ministra, que apresentou um conjunto de medidas para o “bem-estar da fauna selvagem em cativeiro”, também anunciou o fim da criação de visons americanos destinados à fabricação de roupas e destacou que a “atitude em relação aos animais selvagens em nossa época mudou”.

“Chegou o momento de que o nosso fascínio ancestral por estes seres selvagens não se traduza em situações que favoreçam o seu cativeiro ante o seu bem-estar”, disse a ministra.

Concretamente, a proibição dos espetáculos com animais selvagens nos circos itinerantes acontecerá nos próximos anos, segundo a ministra, que não anunciou um calendário concreto.

“Fixar uma data não resolve todos os problemas, prefiro iniciar um processo para que aconteça o mais rápido possível”.

Ao comentar o que deve acontecer com os animais — os circos franceses têm quase 500 animais selvagens —, ela afirmou que serão encontradas “soluções caso por caso, com cada circo, para cada animal”.

O governo destinará 8 milhões de euros para o projeto.

“Estamos pedindo (aos circos) que se reinventem, este é um momento em que precisarão de apoio e o Estado vai estar a seu lado”, disse a ministra.

Mais de 20 países europeus já limitaram ou proibiram os espetáculos de animais.

Fonte: G1