Falta reação: em 11 partidas na Série B, Cruzeiro saiu atrás em seis e virou apenas uma

 Falta reação: em 11 partidas na Série B, Cruzeiro saiu atrás em seis e virou apenas uma

Equipe tem sofrido para tentar reverter o placar adverso nos jogos

A situação do Cruzeiro na Série B do Campeonato Brasileiro vem se complicando cada dia mais, e a equipe segue flertando com a Série C nessas rodadas iniciais. Em 11 jogos na competição, o time venceu apenas quatro, e um fato torna-se curioso nesses números: a dificuldade de reação da equipe celeste durante as partidas. O time saiu atrás no placar em seis jogos e conseguiu virar apenas um, contra o Guarani, ainda na segunda rodada da competição.

Contra Chapecoense, Brasil de Pelotas e Avaí, o time sequer conseguiu marcar um gol que pudesse esboçar uma reação no jogo. Contra o América-MG, o time levou o 2 a 0 e conseguiu apenas descontar em cobrança de falta de Arthur Caike. Já diante do CSA, o time celeste viu o adversário abrir dois gols de diferença, descontou com Matheus Pereira, e logo sofreu o terceiro gol, que deu números finais à partida.

Jogos em que o Cruzeiro saiu atrás no placar

Guarani 2 x 3 Cruzeiro
Cruzeiro 0 x 1 Chapecoense
América-MG 2 x 1 Cruzeiro
Brasil de Pelotas 1 x 0 Cruzeiro
CSA 3 x 1 Cruzeiro
Cruzeiro 0 x 1 Avaí

 

Após mais uma derrota na competição, contra o Avaí, na última sexta-feira, o goleiro Fábio fez um desabafo sobre o momento vivido pela equipe que, além de não conseguir melhorar o desempenho em campo, tem convivido com protestos e muita insatisfação por parte do torcedor. Questionado sobre o que o time precisa fazer para, pelo menos, criar oportunidades mais claras de gols durante as partidas, o camisa 1 celeste ressaltou que a pressão e a juventude do elenco têm sido um fator agravante na tentativa de reação do time.

– A pressão é toda nossa dentro da competição para subir. O torcedor está vendo a realidade, é só querer enxergar. O Cruzeiro vem de uma situação financeira muito delicada, a maioria dos jogadores é nova. Estamos tentando, é uma responsabilidade gigantesca para todo mundo, principalmente para eles que estão entrando agora. Para muitos é a primeira competição importante na carreira. Eu e os outros jogadores mais experientes estamos acostumados a tomar porrada. Vestir a camisa do Cruzeiro é pressão e muitos estão tendo essa primeira oportunidade em uma Série B, em que a obrigação é toda do Cruzeiro de subir.

Com apenas uma vitória nos últimos oito jogos, o Cruzeiro terá mais uma chance de tentar melhorar o desempenho em campo na Série B. O time entra em campo nesta quarta-feira, contra a Ponte Preta, às 19h15 (de Brasília), no Mineirão. Ao contrário da equipe celeste, o time de Campinas está no G-4 da competição e não perde há quatro jogos.

Fonte: GE