Entrevista com Marcelo Brant, Secretário de Educação

 Entrevista com Marcelo Brant, Secretário de Educação

Linha técnica, qualidade dos profissionais e dos processos são objetivos do novo secretário

O entrevistado dessa semana do bocaiuvaonline é graduado em biologia e assumiu, desde o último dia 01, uma das pastas mais importantes da administração municipal, inspirado pelo pai, Marcelo Brant Carneiro Nunes, seguiu a profissão de professor sempre se especializando e capacitando em busca da melhoria continua profissional.

Bocaiuvaonline

Em meio à pandemia que vem assolando a humanidade à quase 1 ano, um dos setores mais atingidos, sem dúvida nenhuma é a educação, logo no início, um dos primeiros setores a ter suas atividades afetadas foi a educação, as aulas presenciais foram totalmente suspensas em um primeiro momento e retomada apenas de forma virtual.

Ainda sem previsão de retomada das atividades presenciais, a educação vem se adaptando à esse período conturbado e ímpar em nossa história recente. Os trabalhos não são fáceis, e a adaptação ao momento pandêmico requer muito trabalho e esforço de todos os envolvidos na educação de todo o Brasil.

E em Bocaiuva não é diferente, muito trabalho espera pelos profissionais da Educação, principalmente pelo secretário da pasta, Marcelo Brant foi o escolhido pelo atual prefeito, Roberto Torres, para assumir essa reponsabilidade. Marcelo é natural de Belo Horizonte, onde viveu até os seus 12 anos de idade, logo após se mudou com sua família para Bocaiuva.

Marcelo tem 42 anos, é casado com Fernanda Frois Drumond e pai da Maria Clara, ele tem mais duas irmãs e é filho de Antônio Augusto Nunes e Ana Maria Brant Carneiro Nunes. Marcelo cursou o Ensino fundamental no Colégio Santo Antônio em Belo Horizonte e o ensino médio em Bocaiúva no colégio Professor Servelino Ribeiro.

Com a educação e respeito que lhe são característicos Marcelo prontamente atendeu ao convite do bocaiuvaonline para realizarmos uma entrevista sobre as dificuldades, projetos e perspectivas da educação em Bocaiuva para os próximos 4 anos.

Bocaiuvaonline: Vivemos em um país que infelizmente não valoriza os seus principais profissionais como eles merecem, como exemplo podemos citar os da segurança, saúde e da educação, sendo esse último talvez o mais importante, porque ele tem papel fundamental na formação das outras profissões. Mesmo assim, você escolheu essa profissão, de professor, quais foram os principais motivos que te levaram à essa escolha?

Marcelo Brant: Primeiramente, sempre considerei a profissão de educador como uma das mais nobres e fundamentais, porém, infelizmente desvalorizada. Venho de uma família de educadores, inclusive meu pai lecionou durante toda a sua carreira e se aposentou como professor. Como sempre gostei da área científica, decidi cursar Biologia na Unimontes, onde nos estágios acadêmicos tive a oportunidade começar a dar aulas. A partir daí não parei mais, e após a graduação fiz algumas especializações e mestrado voltados para área de ensino. Leciono a mais de 20 anos, tendo passado pela rede estadual, mas a maior parte do tempo em escolas particulares em Bocaiuva e em Montes Claros. Aqui em Bocaiuva, no Colégio Servelino Ribeiro tive a oportunidade de trabalhar também na coordenação do ensino médio e na direção do pré-vestibular. Os principais motivos que me fizeram optar por ser professor foi a inspiração que tive em meu pai e a vontade de poder transmitir aquilo que tanto gosto.

Bocaiuvaonline: Começamos 2021 com várias incertezas em relação ao retorno das atividades escolares, sejam elas públicas ou privadas, de forma presencial, pois ainda é aguardado a vacinação em massa para imunização da população para de fato as aulas voltarem ao método convencional, por mais que exista uma previsão do Estado para a retomada dessas atividades no dia 04 de Março. Em meio à um cenário atípico você aceitou ocupar uma das principais pastas do município em uma gestão totalmente nova, com um prefeito (Roberto Torres) que ocupa o mandato pela primeira vez. O que te levou à aceitar tal cargo e o que o você acredita que possa contribuir para a educação de nossa cidade?

Marcelo Brant: Realmente não estamos em um momento fácil. No decorrer de 2020 tivemos de nos reinventar e desenvolver novas estratégias de ensino. Apesar de não ser o mais adequado, porém por responsabilidade aos nossos estudantes e suas famílias continuaremos no ensino remoto durante todo o 1º Semestre de 2021 ou até que a vacina possa chegar a nossa população e a curva do Covid-19 reduza. Sendo assim, aceitei o desafio, na certeza de poder orientar os nossos professores em busca de uma educação de qualidade e contribuir para melhorar ensino público em todos os aspectos possíveis. Acredito que, ao sair da secretaria de Educação possamos deixar as escolas do nosso município em iguais condições de ensino comparadas a rede particular. Buscaremos valorizar e qualificar nossos profissionais através de parcerias, como por exemplo, com a fundação Lemann.

Bocaiuvaonline: O ano passado foi um período totalmente incerto para a educação, com suspensão de aulas por um determinado período e depois a retomada das mesmas de forma virtual, entretanto, várias escolas e profissionais não estavam preparados para isso. Como você enxerga os anos escolares vindouros, uma vez que a base de vários estudantes não foi tão bem feita quanto deveria ser? Você acredita que o impacto de praticamente um ano sem aulas presenciais repercutirá nas gerações futuras de estudantes e profissionais futuros?

Marcelo Brant: No decorrer deste e dos próximos anos teremos que realizar constantes atividades diagnósticas em nossos alunos a fim de descobrir as suas falhas no processo de aprendizagem, e corrigi-las a fim de nivelá-los. Nesse momento os professores de apoio e monitores serão fundamentais. Porém, enquanto durar pandemia precisaremos muito da ajuda e compreensão dos pais para que os nossos alunos cumpram as atividades propostas e assistam as aulas online. Acredito que a curto prazo haverá um impacto sim, mas sendo responsáveis e pensando a longo prazo faremos o nivelamento das deficiências diagnosticadas. Um ponto positivo é que as tecnologias desenvolvidas e assimiladas durante esse período virão a auxiliar os alunos e professores a ter um contato mais dinâmico mesmo após o retorno das aulas presenciais. Essa revolução tecnológica na educação está preparando todos nós para um acesso igualitário a um ensino de qualidade.

Bocaiuvaonline: O processo de transição entre uma administração e outra sempre é bem delicado, pois , infelizmente, a coisa pública nem sempre recebe o devido cuidado que se merece e infelizmente, bens móveis e imóveis, acabam sendo danificados durante a utilização do mesmo. Com mais de 20 dias dessa nova administração já foi possível fazer um levantamento do patrimônio da educação? Você teve alguma surpresa ao recebê-lo da administração anterior?

Marcelo Brant: Durante a transição, apesar do tempo corrido fizemos todos os levantamentos necessários e visitamos a maioria das escolas e CEMEI`s do município. Fomos recebidos de maneira muito cordial pela equipe da gestão passada. A maioria das escolas e CEMEI`s encontram-se em boas condições. Nosso objetivo é manter o que deu certo e aperfeiçoar os pontos que necessitam de um cuidado especial.

Bocaiuvaonline: Os desafios de uma secretaria tão grande como a de Educação são os mais variados possíveis. Quais são as suas estratégias para alcançar os seus objetivos? Qual linha você utilizará para a escolha de seus colaboradores mais importantes? Como será o trabalho do secretário de educação pelos próximos 4 anos?

Marcelo Brant: Minha linha é técnica, portanto, vou visar a qualidade dos profissionais e processos aplicados na educação municipal, aqueles que não se enquadrarem nos padrões exigidos passarão por um processo de adequação e qualificação. As escolas funcionarão de maneira integrada, iremos padronizar os calendários de atividades e implantaremos simulados periódicos. Pretendo estar no dia a dia das escolas acompanhando e vivenciando a realidade e as necessidades de cada região e de cada comunidade. Faremos também uma parceria com as secretarias de Cultura e Esportes no desenvolvimento de várias atividades extracurriculares.

Bocaiuvaonline: Sabemos que existe uma disparidade muito grande em relação ao ensino público e privado em todas as esferas do nosso país, você mais do que ninguém conhece essa realidade. No seu plano de ação frente à secretaria de educação pelos próximos 4 anos existe algum projeto para diminuir essa diferença?

Marcelo Brant: Pretendo aplicar todos os conhecimentos e experiências que adquiri nas escolas privadas aplicando-as nas nossas escolas municipais. É uma questão que leva tempo e investimento. Como dito anteriormente, precisamos valorizar os profissionais da educação e qualificá-los com o que há de mais atual, reduzindo assim, a disparidade com o ensino privado.

Bocaiuvaonline: Como você imagina estar a Educação de Bocaiuva no dia 31 de Dezembro de 2024?

Marcelo Brant: Imagino, ao término deste mandato, deixar uma educação estruturada e atrativa para os nossos alunos, transformando as escolas em um local de aprendizado, acolhimento, desenvolvimento cultural e esportivo, reduzindo assim a evasão escolar, um dos nossos maiores problemas.

Para finalizar, peço a Deus que nos guie e ilumine para sairmos logo desse momento difícil e superarmos todas as adversidades. Agradeço ao Prefeito Robertão pela honra de fazer parte da sua equipe. Conto com a ajuda de toda a comunidade escolar e, assim como já estou fazendo, continuo a receber todos de portas abertas para discussões, ideias, projetos e críticas construtivas de forma que possamos formar cidadãos pensantes, consciente e preparados para enfrentar os desafios da vida. Marcelo Brant

Agradeço a vocês do Bocaiuva online pelo espaço e pela oportunidade de apresentar minhas ideias e projetos para a educação da nossa cidade!