Enderson defende laterais e meias do Cruzeiro, mira crescimento coletivo, mas não descarta reforços

 Enderson defende laterais e meias do Cruzeiro, mira crescimento coletivo, mas não descarta reforços

Giovanni foi mal diante da Chapecoense, mas Brey não foi bem contra o Figueirense; na armação, Régis e Maurício tiveram atuações apagadas na derrota em casa

A primeira derrota do Cruzeiro com Enderson Moreira chegou depois de uma atuação fraca diante da Chapecoense, na quinta-feira. O coletivo não funcionou bem, principalmente no primeiro tempo, e as individualidades, que podem decidir partidas difíceis, também não apareceram.

O setor de criação foi o mais criticado pelo jogo no Mineirão. Diante de uma Chapecoense bem postada, o Cruzeiro teve muita dificuldades de ter chances claras de gol. A armação pelo meio, até em função de um “congestionamento”, ficou prejudicada, mas é fato que o setor não vem funcionando. Enderson Moreira fez questão de elogiar as peças que tem para escalar por ali:

– Acho que a gente tem boas peças, bons nomes, bons jogadores. É natural que uma atuação no jogo de hoje, no último jogo, ou no próximo, não seja o que está acostumado a fazer, mas são bons jogadores. A gente tem boas possibilidades.

“Acho que a gente consegue ter a capacidade não só do Régis, do Claudinho, do próprio Marco Antônio, Maurício… são todos jogadores capacitados. Alguns mais jovens, outros mais experientes, mas são todos jogadores que têm capacidade de cumprir bem essa função”

Giovanni foi outro jogador que não conseguiu aparecer bem na partida. Dando espaços na marcação e errando muito no ataque, acabou substituído por Patrick Brey no segundo tempo. Brey também teve dificuldades quando foi titular, diante do Figueirense. A outra opção que vem sendo utilizada é João Lucas, muito criticado antes da pandemia. Marcelo Hermes sequer foi relacionado por Enderson, até agora.

Diante deste cenário, o Cruzeiro enfrenta o Confiança, neste domingo, às 18h (de Brasília), em Aracaju, pela sequência da Série B. O treinador foi questionado, após o jogo contra a Chapecoense, se pensava em contratar mais um lateral. Enderson fez questão de defender Giovanni, João Lucas e Patrick Brey.

– Não tem essa questão de titularidade. São três atletas que estão entregando seu jogo para nossa equipe. O Giovanni vem de um longo período de inatividade, a gente sabia que ele precisaria jogar para se preparar, e que ele poderia sofrer um pouco em determinado momento. O Patrick Brey teve um probleminha no começo dos jogos, e o João tem participado sempre que possível.