Como o milagre acontece?

JOSÉ ROBERTO LIMAS DA SILVA

Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo (João 9. 6, 7).

O milagre é uma experiência extraordinária que se manifesta em nossa vida ordinária. De maneira geral, ele é uma intervenção sobre o curso natural dos fatos ou da natureza. A Bíblia fala de milagres em vários dos seus livros e, normalmente, eles acontecem com um propósito. Assim, o milagre não é um evento que acontece todo dia, mas sim uma ação providencial de Deus sobre uma situação específica, conforme narrado acima (Jo. 9. 6, 7).

Outra questão fundamental na compreensão do milagre é que ele é feito por Deus, por conseguinte não se trata de um feito humano. Isso não quer dizer que o ser humano permaneça alheio ao que está acontecendo, ao contrário, ele precisa desempenhar algumas atividades que são da sua competência. Assim sendo, de acordo com o texto, Jesus abre o caminho para o milagre, desafiando o cego a ir e se lavar em determinado lugar (tanque de Siloé).

A primeira ação que cabe ao ser humano para receber o milagre é crer, de tal forma que “sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam” (Hebreus 11. 6). Portanto, o milagre começa a acontecer quando cremos.

A segunda ação é a obediência, que é uma decorrência da primeira, ou seja, a crença se efetiva pela obediência. Na narrativa, o cego ouviu a mensagem de Jesus, creu e agiu em obediência à ordem dada. Logo, o milagre que queremos receber em nossa vida não é uma obra do acaso, mas o resultado de nossa confiança em Deus, confiança essa que é demonstrada à medida que obedecemos sua palavra. Dessa forma, quando cremos e cumprimos os mandamentos da Bíblia, automaticamente, nos predispomos aos milagres de Deus em nossa vida.