Com Jorge Sampaoli, Atlético-MG mira maior série de vitórias do clube desde a “era Cuca”

 Com Jorge Sampaoli, Atlético-MG mira maior série de vitórias do clube desde a “era Cuca”

Invicto com o técnico, Galo tenta sétimo triunfo seguido, feito que não alcança há sete anos

O Atlético-MG de Jorge Sampaoli está perto de repetir um feito de uma época histórica do clube: alcançar sete vitórias seguidas em uma temporada. A última vez que essa série foi conquistada pelo time foi em 2013, ano em que veio a Libertadores e quando Cuca comandava a equipe.

Empório Natural

Foi uma época de ouro para o Galo. A sequência, de sete anos atrás, deu início à construção da épica caminhada rumo ao título da Libertadores. Cinco jogos da primeira fase da competição continental integraram a “coleção” de vitórias, garantindo à equipe a melhor campanha geral, o que assegurou o direito de decidir em casa os mata-matas.

Em 2013, o Atlético chegou a empilhar 13 triunfos, completados com oito partidas do Campeonato Mineiro. O Alvinegro acumulou vitórias do dia 6 de fevereiro até o dia 7 de abril. Dois meses somando três pontos em cada um dos compromissos.

Só foi parado no dia 14 de abril, quando escalou uma formação reserva para encarar a Caldense, pelo Estadual, e saiu derrotado por 2 a 1.

Foco agora é no Brasileiro

Se em 2013, o Atlético tinha a Libertadores como objetivo claro, agora o alvo é outro. O time aposta tudo no Campeonato Brasileiro. A caminhada é mais longa e cheia de desafios. Falta muito para repetir os 13 jogos com vitórias daquele ano. Mas, se derrotar o Botafogo nesta quarta-feira, no Engenhão, o Galo terá uma série de triunfos que não curte desde a “era Cuca”, ou seja, sete triunfos consecutivos.

Jorge Sampaoli dirige o Atlético há oito jogos. Estreou com vitória sobre o Villa Nova, dia 14 de março, pelo Campeonato Mineiro. Teve o trabalho interrompido pela pandemia da Covid-19. O futebol só voltou no fim de julho. O Galo empatou com o América. Depois, não deu chances para os adversários. São seis vitórias seguidas, três delas pelo Campeonato Brasileiro, o qual lidera. Outras três pelo Mineiro, pelo qual disputará a decisão contra o Tombense, a partir do próxima quarta.

Fonte: GE