Bocaiuva, inclusa na onda roxa, não tem mais o toque de recolher às 20:00h

 Bocaiuva, inclusa na onda roxa, não tem mais o toque de recolher às 20:00h

Comitê Covid decide manter decisão que suspende toque de recolher e reuniões familiares


Na segunda (05), acordo feito no TJMG tinha suspendido temporariamente duas das principais medidas da Onda roxa, e nesta quarta (07) Comitê decidiu manter a interrupção.

O deputado estadual Bruno Engler (PRTB) anunciou em sua conta no twitter que o Comitê Extraordinário Covid-19 de Minas Gerais decidiu manter o acordo feito no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que suspende medidas restritivas como o toque de recolher e a proibição de visitas.

“Encerrou-se agora a reunião do Comitê Gestor da COVID-19 em Minas Gerais e está mantido o que foi acordado segunda-feira no TJMG, fim do toque de recolher e da proibição de visitas sociais e familiares”, escreveu o deputado.

Na última segunda-feira (05), duas das principais medidas da “Onda Roxa” do Minas Consciente, que consiste na proibição de circulação entre as 20 horas e as 5 horas em todas as regiões, e a não permissão de reuniões familiares, foram interrompidas temporariamente até esta quarta-feira (07), após acordo de conciliação feito no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

A decisão, que atende a uma ação popular ajuizada pelo deputado estadual Bruno Engler (PRTB), se baseia na interpretação de que há inconstitucionalidade nas medidas, que impediriam o direito de ir e vir dos mineiros.