AUMENTA GASTOS COM DIÁRIAS NA CÂMARA MUNICIPAL

Câmara de Vereadores de Bocaiuva gasta mais de Cem mil reais com diárias.

Em meio a pandemia, a Câmara de vereadores de Bocaiuva, ignorando o clamor popular por menos gastos, ultrapassa R$ 100,000,000 (Cem mil reais) em pagamento de diárias. As diárias são valores que os agentes políticos recebem ao deslocarem-se a outros lugares, em cumprimento de suas funções; é uma indenização por despesas extras, como alimentação, hospedagens e locomoção urbana.

Segundo o Portal da Transparência da Câmara, o recurso foi usado para custear viagens e cursos. Os edis, gastam, em média R$12.000,00 (doze mil reais) mensais, apenas com essa área.

Os valores atualizados pelo Portal da Transparência da Câmara, mostram que em oito (8) meses, o gasto com diárias, chegou a R$ 100.370,00 (cem mil trezentos e setenta reais).

O campeão de diárias é o Vereador Pedro de Dr Ílio (SOLIDARIEDADE) R$ 12.000; seguido de perto por Romildo da Mercearia (PSB) R$ 10.950 e o Presidente da Casa de Leis, vereador Odair José dos Santos, o Odair Sorriso (AVANTE) R$ 9.490. Na sequência, Odair Cantor (REPUBLICANOS) R$ 9.450; Ramon Morais (REPUBLICANOS) R$ 9.100; Ailton da Lotação (REDE) R$ 8.950; Eduardo de João Bagre (PCdo) R$ 7.100; Jeferson de Carlay (PSDB) R$ 6.400; Juninho de Sentinela (SOLIDARIEDADE) R$ 6.400; Adalberto Delegado (DEM) R$ 5.770. Os três que menos gastaram, foram os Vereadores, Toninho de Lidio (AVANTE) R$ 3.500; Tone Veloso (PSDB) R$ 1.500 e José Maria Gomes Torres, o Zé Marião (PSD) R$ 0,00,000. Apenas Zé Marião (PSD), não registrou gastos com diárias.

ENTÃO…

Os gastos descritos acima, são referentes apenas a pagamento de diárias. Porém, a Casa Legislativa, apesar de já possuir um veículo e contar com um motorista apenas, acabou de adquirir um veículo zero quilômetro, avaliado em aproximadamente R$ 100.000,00 (cem mil reais).
Outra despesa que chamou atenção, refere-se a gastos com produtos de padaria, R$ 17.779,91 (dezessete mil e setecentos e setenta e nove reais e noventa e um centavos), com produtos como, pão doce, pão de queijo, bolos, salgados e outros. Foram gastos, em média R$ 2.222,48 (dois mil e duzentos e vinte e dois reais e quarenta e oito centavos) mensais com lanches. Esse valor é suficiente para comprar 4.450 pães francês. Porém, como nada é tão ruim que não possa piorar, a Casa de Leis, pode chegar a R$ 106.000,000 (cento e seis mil reais) com estes produtos, até o final do ano. Este é o valor licitado.
É ISSO AÍ!

Por William Macedo

Redes Sociais:
http://www.instagram.com/williammacedos