Atlético-MG explica empréstimos da Família Menin: “Sem juros ou atualização monetária”

 Atlético-MG explica empréstimos da Família Menin: “Sem juros ou atualização monetária”

Repasses financeiros ao clube são destinados para a aquisição de direitos de jogadores

O presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, e o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Castellar Modesto Guimarães Filho, divulgaram uma nota de esclarecimento nesta sexta-feira explicando os empréstimos feitos pela família Menin ao Atlético-MG.

O texto destinado aos “conselheiros, à torcida e às pessoas em geral” diz que “os empréstimos efetuados pessoalmente pela Família Menin ao CAM, referentes à aquisição de direitos econômicos e federativos de atletas para a equipe profissional, vêm sendo concedidos sem qualquer incidência de juros ou atualização monetária.”

Em sérias dificuldades financeiras, com salários atrasados e tendo demitido mais de 200 funcionários recentemente, o Atlético é um dos clubes mais atuantes no mercado durante a paralisação do futebol, em decorrência da pandemia da Covid-19.

Até agora, o Galo já fechou cinco contratações para o técnico Jorge Sampaoli: os volantes Léo Sena, ex-Goiás, e Alan Franco, ex-Independiente Del Valle; os atacantes Marrony, ex-Vasco, e Keno, que estava no estava emprestado ao Al Jazira; e o zagueiro Bueno, ex-Kashima Antlers.

– Esses reforços de novos atletas são fundamentais para a qualificação do nosso elenco e proporcionam, a um só tempo, uma expressiva melhora desportiva e a ampliação da possibilidade de expansão dos produtos do clube, incluindo a adesão de novos sócios, receitas, adicionais com a comercialização de camisas, novos patrocínios e a própria valorização da marca Clube Atlético Mineiro – diz a nota.

Por fim, Sérgio Sette Câmara e Castellar Modesto Guimarães Filho fez um agradecimento à família Menin, parceira do clube também na construção do futuro estádio do Galo.

– O Atlético agradece de forma especial à Família Menin por sua inestimável contribuição, especialmente neste momento tão importante da história do Galo, em que ocorre a construção da nossa casa, a Arena MRV, e também a modernização do sistema de administração do clube, mesmo em um cenário de grave crise econômica que atualmente assola o Brasil.

Fonte: GE