Após condenação, Cruzeiro entra em acordo de R$ 90 mil com ex-preparador de goleiros

 Após condenação, Cruzeiro entra em acordo de R$ 90 mil com ex-preparador de goleiros

Acordo será homologado nesta quinta-feira entre as partes e desbloqueará recursos do clube; Raposa foi condenada pela Justiça a pagar R$ 200 mil, mas com acordo diminui débito

Após receber condenação de R$ 200 mil pela Justiça do Trabalho e também do bloqueio de contas, devido um processo movido pelo ex-preparador de goleiros Leandro Franco, o Cruzeiro entrou em acordo com o ex-funcionário, no fim da tarde desta quarta-feira, por um pagamento de R$ 90 mil, em 10 parcelas. O acordo será juntado ao processo nesta quinta.

O acordo, além de diminuir o débito do Cruzeiro, também favorece o clube à medida que impedirá o bloqueio das contas, determinado pela juíza Aline Paula Bonna, da 36ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, em sentença proferida nesta quarta.

No acordo, além do parcelamento, Cruzeiro e Leandro Franco acertaram o pagamento apenas das verbas rescisórias não pagas, FGTS não pago e a multa prevista na CLT pelo não pagamento da rescisão no prazo correto. As premiações cobradas chegavam a R$ 68 mil, mas foram excluídas do acordo.

A informação foi divulgada inicialmente pela Rádio Itatiaia e foi confirmada pelo advogado de Leandro Franco, Sávio Mares, ao GloboEsporte.com. O acordo ocorreu horas depois de o clube ter sido condenado na Justiça.

Leandro Franco alegou ter sido dispensado sem justa causa. Disse ainda que, após cinco meses da saída, ainda não havia recebido nada do clube a título da rescisão. O Cruzeiro foi procurado pela reportagem, mas informou que não irá se pronunciar sobre o assunto.

Fonte: GE