Análise: caras novas deixam boa impressão, e Cruzeiro mostra repertório na estreia de Enderson

 Análise: caras novas deixam boa impressão, e Cruzeiro mostra repertório na estreia de Enderson

Em que pese a fragilidade do adversário, Raposa chegou bem com os laterais, teve volantes participativos, e Régis mostrando condições de tomar conta da criação

A espera, enfim, acabou. Enderson Moreira fez sua estreia pelo Cruzeiro depois de 130 dias do anúncio da contratação. A estrada é longa até chegar ao time ideal e conquistar o principal objetivo, que é voltar a Série A, mas a primeira a vitória por 3 a 0 sobre a URT deixou impressões positivas.

Empório Natural

É preciso levar em consideração a fragilidade do adversário, que chegou para o jogo com um elenco praticamente todo novo e com menos de duas semanas de treino. Mas, até a paralisação do campeonato, a Raposa tinha mostrado algumas dificuldades, mesmo contra adversário frágeis.

Diante da URT, até mesmo pela necessidade de vitória – e da busca por melhorar o saldo –, o Cruzeiro tomou as rédeas do jogo logo no início. Abriu o placar aos quatro minutos, o que poderia ter ocorrido antes. Apesar da vantagem construída logo cedo, seguiu pressionando a saída de bola e buscando incessantemente o gol, sempre que tinha a posse. Chegou o gol aos 10. Foi assim até meados do segundo tempo, quando o aspecto físico começou a pesar.

Com Enderson, deu para ver que os laterais participam muito da fase ofensiva. Já foi assim no América, com destaque para Giovanni, mais novo reforço do Cruzeiro, e Norberto, hoje no CSA. Raúl Cáceres e Patrick Brey participaram ativamente da criação de jogadas da Raposa, não só pelas beiradas, mas também com liberdade para chegarem por dentro. Brey, por vezes, se posicionava na linha dos atacantes desde a construção inicial das jogadas, ainda no campo celeste. Assim, participou do segundo gol, dando passe para Thiago marcar.

Ariel Cabral e Jean tiveram boa participação. Sem muita exigência no setor defensivo, apareceram bem na saída de bola e foram importantes para darem sustentação às subidas dos laterais. Jean também apareceu bem nos passes longos, encontrando os homens de frente em boas condições. Filipe Machado entrou bem e também tem qualidade no passe e na finalização de média distância.

O caminho é longo, e os jogos vão exigir cada vez mais, mas Enderson Moreira sabe organizar equipes. O elenco vai se mostrando mais encorpado, já que quatro titulares não jogaram no domingo: Léo (testou positivo para Covid-19); Jadsom e Maurício (os dois suspensos) e Marcelo Moreno (indisposição estomacal). Ainda há Henrique e Giovanni para agregar ao grupo. Quarta-feira é mais uma decisão, agora contra a organizada Caldense, valendo vaga na semifinal o Mineiro.

Fonte: GE